Jonze, Meirelles e o que (raios) nós fizemos do amor

im-here

De tempos em tempos surge um diretor (ou uma diretora) pra fazer com que a gente repense um pouco os caminhos que o cinema está tomando. De duas, uma:

1) ele é idolatrado como um diretor cult;

2) é apedrejado em praça pública por todos.

Às vezes, porém, as duas coisas acontecem e Spike Jonze é um deles. Entre várias direções para artistas do mercado fonográfico (Bjork, REM, Chemical Brothers etc), dirigiu o alternativo “Quero ser John Malkovich” (1999) e atualmente o emocionante (e reverenciado) “Ela” (2013). Você confere o clipe de “Crush With Eyeliner“, dirigido por Jonze em meados de 2006 para a banda REM, clicando aqui. Continuar lendo

Anúncios